Você está preparado para um ‘tsunami’ ou um ‘terremoto’ na sua vida financeira?

O mercado financeiro mundial é muito dinâmico e sensível a qualquer acontecimento no mundo. Qualquer fato ocorrido na China, no Japão, na Indonésia e países longínquos, são sentidos em todos os cantos do globo terrestre. Se o acontecimento é fato positivo, ótimo, todos reagem positivamente. Mas do contrário, se é coisa ruim, acontece uma série de “catástrofes”, tais como: desmoronamento da bolsa, aumento da taxa de câmbio, aumento dos juros, especulações etc.
Há um tempo, o nosso querido Brasil não podia ouvir notícia ruim que desmoronava e ficava vários dias com o mercado financeiro atordoado, esperando o pior. Isto acontecia porque os fundamentos de nossa economia eram ruins. Um exemplo disso, é que não tínhamos reserva em dólar para bancar qualquer saída expressiva de dinheiro especulativo que estava no nosso país. No mês passado, atingimos 100 bilhões de dólares de reservas. Isto é muito dinheiro e a garantia de um colchão onde poderemos descansar. Lógico que o impacto dos acontecimentos negativos serão sentidos, contudo, serão bem menos intensos.
Muito bem. Mas o que isto tem a ver com a sua vida financeira, com o seu pequeno bolso ou carteira? Queridos, este é mais um exemplo em que quero mostrar que quem se prepara e consegue uma reserva financeira, vive mais tranqüilo e passa melhor pelas turbulências.

Exemplo 1:
Você tem uma vida financeira apertadíssima, está com vários financiamentos, recebe pouco, pois o salário já está cheio de descontos e empréstimos consignados. No dia de receber o pagamento, sua carteira já está zerada. Primeira avaliação, com certeza grande parte do seu orçamento vai ser consumida com o pagamento de juros. Juros você não come, não bebe, não dirige, não assiste, mas paga… e muito. Muito cuidado: JUROS é um cupim que está comendo o orçamento de muitas pessoas. Isso em um mês normal. Agora eu pergunto: e se acontece alguma coisa extra como, por exemplo, um remédio que é necessário comprar, uma manutenção de urgência no carro, ou até um convite para um casamento em que será necessário comprar um presente? O que você faz? Endivida mais, compra com cheque pré-datado, ou o cheque especial que já está próximo ao limite, ou ainda com o cartão que já está com o limite quase estourado? Se você está assim é porque não está preparado para as turbulências. Você está como o nosso Brasil há 10 anos.

Exemplo 2:
Você está com uma vida financeira justa, isto é, o que ganha dá para viver, não entra no cheque especial, paga o cartão de crédito em dia, tem algumas compras financiadas, mas é tudo administrado. O que acontece com você em caso de uma turbulência? Bem, você não tem reservas, mas também não tem dívidas que lhe apertam e não deixam respirar. Se acontecer alguns dos eventos citados no exemplo acima, você poderá usar o crédito que ainda tem na praça, um limite de cheque especial por poucos dias, uma compra com cheque pré-datado em que você se comprometerá a pagar no próximo mês, mas há limite para isto. Você conseguirá passar por esta turbulência mais tranqüilo, logicamente pagando juros, porém, com pequenos ajustes voltará ao normal no próximo mês. Aqui você está com uma situação do final de governo do Fernando Henrique, a casa estava arrumada, mas ainda não tinha reservas o suficiente, tanto que quando o Lula entrou e o mercado não sabia o que aconteceria houve bastante turbulência, para relembrar o dólar bateu na casa dos R$ 4,00.

Exemplo 3:
Você está com uma vida financeira organizada. No seu orçamento mensal, você gasta menos do que ganha, com isso, consegue poupar e construir uma reserva financeira; passa a comprar mais à vista, obtendo descontos nas compras. Sendo assim, o seu dinheiro é mais bem aproveitado, você compra mais com o seu dinheiro. Isto é uma situação financeira desejável que muitos sonham, mas vejo, sinceramente, que poucas pessoas têm disciplina de usar bem o seu dinheiro nesta sociedade altamente consumista em que vivemos. Com certeza, essa pessoa já adquiriu alguns bens e também uma reserva financeira para as eventualidades ou turbulências do mercado. Vejo o nosso país caminhando para isto, mas poderia estar melhor. Hoje temos reservas em dólar, porém o governo ainda paga juros altíssimos e faz poucos investimentos. Isso tem que ser melhorado, contudo, já passamos bem melhor por esta crise das bolsas na China.

Exemplo 4:
Você tem uma vida financeira ótima, tem bens e reservas e usa o seu dinheiro só para aproveitar. Esta pessoa anda de carro novo, possui sua casa quitada, tem outros imóveis e também uma boa reserva financeira. Esta pessoa nem sente muito as turbulências. Exemplo disso: veja a Suíça, um país que já não precisa de grandes investimentos, tem de tudo e muitas reservas e passa pelas turbulências de uma forma bem mais tranqüila.

Detalhe muito importante: descrevi neste artigo apenas pequenas turbulências que podem acontecer no dia-a-dia. Agora, você está preparado para um ‘tsunami’ ou um ‘terremoto’ na sua vida financeira? Exemplos é que não faltam, a perda de um emprego, de um carro, problemas na casa… Quero declarar que nunca é tarde para começar a se preparar, arregace as mangas e tome as rédeas e o controle da sua vida financeira.

Viva em paz com o seu dinheiro.

Erasmo Vieira