Os filhos são altamente influenciados pelo consumismo e são foco de atuação dos departamentos de marketing das empresas. Esses filhos devem ser orientados para possuir boa Educação Financeira Pessoal.

Este trabalho deve ser feito dentro de casa e o melhor ensino é o exemplo. Pais que tem vida financeira tumultuada e levam isso para os filhos podem criar pessoas com grandes dificuldades financeiras no futuro.

Como consultor vejo isso quase todos os dias. Filhos reclamando que os pais não os incentivavam à construção de uma reserva financeira, ou filhos que foram criados com facilidade em conseguir tudo, era só pedir que o pai ou a mãe providenciava. Hoje estas pessoas possuem dificuldades no cuidado com o dinheiro.

Algumas orientações de educação financeira que devem ser passadas aos filhos:

* Não queira proporcionar ao filho uma vida material que não cabe no seu orçamento. Cuidado com o endividamento para atender somente os desejos.

* Ensine aos filhos os reais valores das compras, faça comparações. Ex.: uma pizza custa R$ 30,00 e comemos de uma só vez. Com o mesmo dinheiro compramos 2 pacotes de arroz que dura muito mais. O preço de um tênis de marca e uma compra no supermercado.

* A mesada é importante. De acordo com o orçamento, os pais, se possível, devem dar a mesada ou “semanada” aos filhos. Este dinheiro deve ser administrado por eles. Se acabar devem receber novamente somente na data combinada.

* É melhor um filho quebrar agora com valores pequenos da mesada, do que adulto com cheque especial e cartão de crédito na mão.

* Ensine desde pequeno a importância de uma reserva financeira e como é bom poupar dinheiro para o futuro tranqüilo. Quanto mais cedo começar melhor.

Vejo que muitos pais estão preocupados com o futuro financeiro dos filhos e começam desde cedo a fazer previdências e investimentos para eles. Acho isto muito importante, mas cuidado para não deixar transparecer que eles vão receber este dinheiro de graça sem fazer nenhum esforço no futuro. Dar o peixe é muito importante, mas não se esqueça de ensinar a pescar.

Que todos possam viver em paz com o dinheiro.

::Por Erasmo Vieira